Buscar
  • Dra Lauren Klas

Diga adeus ao suor com Toxina Botulínica A!



Em estações mais quentes do ano é normal transpirar mais, as pessoas costumam associar suor ao calor, principalmente, por acontecer o processo de termorregulação. No entanto, poucas pessoas sabem que suar em excesso pode ser sinal de hiperidrose. De acordo com o dr. Alexandre Kaup, neurologista do Hospital Israelita Albert Einstein, apenas 1 a 5% da população é acometida por tal desconforto.

Mas afinal, o que é hiperidrose?

A hiperidrose é suar em excesso, para além da função de regular a temperatura do corpo. Normalmente, é diagnosticada como uma condição primária, sendo comum em determinadas partes do corpo humano, como por exemplo, as axilas, palma das mãos e sola dos pés. Todavia, pode afetar o couro cabeludo, abaixo das mamas, entre outros lugares.

A medicina compreende que existem dois tipos: a primária e idiopática (sem causa definida). Vale lembrar que a primária afeta áreas focais. Já o suor excessivo, por todo o corpo, aquele que não desaparece durante o sono, pode indicar condições menos comuns e diagnósticos mais sérios.

Ok, e qual é a causa disso?

Em termos mais técnicos, as glândulas sudoríparas, do tipo écrina, são responsáveis pela hiperidrose, por exemplo, o suor nas palmas das mãos é provocado por estímulos emocionais, do ponto de vista neurológico, a hiperidrose é uma resposta exagerada do sistema nervoso a esses estímulos, ressalta-se que não um distúrbio psicológico.

Aliás, o dr. Kaup explica que existe ligação a um componente genético. Então, além de vários exames, averiguar o histórico familiar de doenças da família é um meio de chegar a tal diagnóstico.

Quais critérios são levados em consideração no diagnóstico para hiperidrose focal primária?

Vamos recapitular o que foi dito até aqui... Suor excessivo, focal, para durante o sono e histórico familiar. Além disso, é necessário datar pelo menos 6 meses de evolução sem uma causa específica, ocorrer nos dois lados do corpo na mesma intensidade, provocar desconforto, interferir nas atividades do dia a dia e iniciar antes dos 25 anos. Enfim, o diagnóstico se baseia em pelo menos duas das características citadas.

Como se dá o tratamento?

A da Toxina Botulínica Tipo A reduz temporariamente a produção de suor. Isso acontece porque a substância bloqueia a liberação da acetilcolina. É rápido, pouco invasivo, eficaz e a resposta ao tratamento pode ser notada a partir do segundo ou terceiro dias da aplicação. A duração do efeito muda de pessoa para pessoa, mas pode aumentar com aplicações sequenciais.


Agende uma avaliação conosco e melhore sua qualidade de vida.


> Clique aqui e fale conosco!


Por: Dra Lauren Klas



6 visualizações

Av. Gisele Constantino, 1850 | Edifício Iguatemi Business | Sala 410

Parque Bela Vista, Votorantim - SP, 18110-650

contato@dralaurenklas.com

Tel: (15) 3019- 7002  | WhatsApp: (15) 98111-0000

  • Facebook Dra Lauren Klas
  • Instagram Dra Lauren Klas

© 2019 por Noi Comunicação