Buscar
  • Dra Lauren Klas

As 10 principais dúvidas sobre rinoplastia



O procedimento cirúrgico de rinoplastia pode gerar uma série de dúvidas ocasionadas por ausência de informação coerente, inexistência de diálogo sobre os riscos ou insegurança pelo fato do nariz ser um elemento central do rosto. Suprir dúvidas é dever de todo cirurgião plástico, a fim de tranquilizar o paciente.

Uma pessoa bem informada toma a decisão consciente do pré, durante e pós-operatório. Segundo a Lei Nº 10.241, de 17 de março de 1999, o paciente tem o direito de receber informações claras, objetivas e compreensíveis sobre os riscos, benefícios e inconvenientes dos procedimentos propostos, bem como as partes do corpo afetadas, os efeitos colaterais e as consequências indesejáveis, em caso de tratamentos invasivos.

Com isso em mente, reunimos as principais indagações dos interessados no procedimento (sim, um verdadeiro trabalho de equipe). Aproveite para sanar suas dúvidas!


1 – É possível escolher o formato do nariz?

Existem variáveis a serem consideradas, a rinoplastia visa melhorar a forma e o tamanho do nariz, a fim de proporcionar um nariz natural e harmônico com as características faciais de cada indivíduo. O tratamento cirúrgico deve ser individualizado e avaliado segundo a necessidade de tratamento do dorso nasal (giba), da ponta e das asas nasais.

Portanto, não existe um padrão!

2 – Qual o tipo de anestesia utilizada na rinoplastia?

A cirurgia é realizada em centro cirúrgico, sob anestesia geral, e o tempo de internação é de 24 horas.

3 – Como fica a respiração após a rinoplastia?

Em pacientes que possuem queixa respiratória, a rinoplastia estética pode ser associada a correções funcionais como a correção do desvio de septo nasal ou da hipertrofia de cornetos.

4 – A rinoplastia cura a sinusite e a rinite?

A sinusite é a inflamação nas mucosas dos seios da face que, na maioria das vezes, é provocada por bactérias, vírus, fungos ou alergias. Já a rinite é a inflamação nas mucosas do nariz, causada por infecções virais ou alergias. Portanto, a rinoplastia não altera a condição de pessoa alérgica, em alguns casos, pode haver melhoras da obstrução nasal.

5 – Quando retornar às atividades físicas?

Por volta de 1 mês após a cirurgia, depende também da modalidade praticada.

6 – Qual a melhor posição para dormir nos primeiros dias?

Com a cabeça sutilmente apoiada no travesseiro e a face voltada para cima. Evite o contato entre o travesseiro/cama e o nariz.

7 – O procedimento deixa cicatriz?

A incisão é realizada na base da columela, sendo a cicatriz residual pouco visível. Quando há necessidade de redução das asas nasais, as incisões são feitas nas laterais de cada narina.

8 – O resultado é definitivo?

O edema nasal demora até 1 ano para regredir totalmente, e apesar de os resultados já serem evidentes nos primeiros dias, o resultado definitivo não pode ser considerado antes de 6 meses de pós-operatório.

9 – Quanto tempo dura o resultado da rinoplastia?

O resultado dura bastante tempo, sendo modificado naturalmente, conforme o indivíduo envelhece.

10 – Existem riscos associados à rinoplastia?

Toda interferência cirúrgica inclui um risco variável, por isso é fundamental seguir as recomendações médicas.

Os benefícios da rinoplastia envolvem a melhora da autoestima, correção das proporções nasais e estética, além disso, melhora distúrbios respiratórios causados por problemas funcionais, como o desvio de septo. Vale ressaltar, que a melhor forma de se preparar para o procedimento cirúrgico é conversando com seu médico.


Para mais informações, fique à vontade para marcar uma consulta.

> Quero agendar uma consulta.



129 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo